Deficiência

Hoje ao caminho do trabalho percebi um senhor com decifiência visual se aproximava de um declive perigoso e como por hábito ofereci ajuda e ele prontamente aceitou.

Como o caminho dele era semelhante ao meu levei-o até seu destino final (Unisul da Trajano). No caminho percebi que seu sotaque era o português de portugal e perguntei se o mesmo não era Português ou Angolano citando um aluno meu no Senac TI que tinha o mesmo sotaque. E ele realmente era. Continuamos o papo até o momento que ele me perguntou sobre o que eu faria se recebesse um aluno cego?

Não sei. Ensinar Linux, programação para um deficiente visual seria um desafio interessante.

Chegando no trabalho comecei a pesquisar e vi que existe um caminho, eu já conhecia sintetizadores de voz para windows/dos/linux, mas visuais não, aqui vai uma lista resumida para pesquisa:
MECDaysi
DosVox
Soundex
TextToSpeak
Festival
mbrola
sayit
liane TTS
jaws
espeak

Link muito bacana:

http://www.guiadohardware.net/tutoriais/configurando-linux-deficientes-visuais/

Conversando com os colegas de trabalho no IFSC o meu diretor (Prof. Dr. Marco Neiva) comentou sobre a dificuldade dos deficientes auditivos. Eu sempre achei que sites e sistemas para surdos eram os padrões, que eles não tinham dificuldades enquanto não existisse recurso auditivo como vídeos ou músicas, mas para minha surpresa não. O surdo é educado com LIBRAS, e nem sempre ele sabe o português tradicional, eles reconhecem muitos sinais, e não o português escrito, vejam alguns sinais em:

http://www.libras.ufsc.br/

Bom gerou bastante curiosidade, tenho que pesquisar mais sobre esse assunto.

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.